Notícias

Paloma Pissinati: HU confirma morte encefálica e doações de órgãos

O Hospital Universitário (HU) de Londrina confirmou oficialmente a morte da secretária de Saúde de Rolândia, Paloma Pissinati, em nota enviada à imprensa. A informação já havia sido divulgada pela Prefeitura Municipal que declarou luto oficial por três dias.

O Hospital Universitário (HU) de Londrina confirmou oficialmente a morte da secretária de Saúde de Rolândia, Paloma Pissinati, em nota enviada à imprensa. A informação já havia sido divulgada pela Prefeitura Municipal que declarou luto oficial por três dias.

 

Segundo o HU, a morte encefálica foi constatada na manhã desta quinta-feira (25) às 8h27 e em consequência foi realizado o acolhimento familiar e orientações sobre o protocolo institucional, quando a família decidiu pela doação de órgãos.

 

A nota lembra que a jovem de 31 anos sofreu uma parada cardiorrespiratória na manhã da última segunda-feira (22) e que foi imediatamente atendida no HU, sendo que o diagnóstico da equipe foi de Tromboembolismo Pulmonar Agudo Bilateral.

 

Apesar do empenho da equipe hospital, a nota informa que “no transcorrer da internação evoluiu com piora progressiva do edema cerebral e coma arresponsivo.”

 

Confira a nota na íntegra assinada pela superintendente do HU, Vivian Feijó.

 

O Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina  recebeu a paciente PALOMA DE SOUZA CAVALCANTE PISSINATI -31 anos, após notícia de uma Parada Cardiorrespiratória em domicílio na data de 22/11 do corrente, às 8 horas e 35 minutos.

 

Foi imediatamente atendida pelas equipes do Pronto Socorro, Pneumologia, Terapia Intensiva, Neurologia, e demais especialidades afetas às complicações clínicas apresentadas e intervenções necessárias, sendo realizado o diagnóstico de Tromboembolismo Pulmonar Agudo Bilateral.

 

No mesmo dia, foi submetida a radiologia intervencionista com remoção dos coágulos e trombólise, permanecendo em estado grave, submetida a suportes ventilatório e hemodinâmico, monitorização neurológica e coma induzido, recebendo as medidas adequadas de suporte clínico.

 

No transcorrer da internação evoluiu com piora progressiva do edema cerebral e coma arresponsivo.

 

Hoje, dia 25/11/2021, às oito horas e vinte e sete minutos, infelizmente, foi constatada a morte encefálica da paciente, a despeito de todos os esforços empenhados. Em consequência, foi realizado o acolhimento familiar e orienta9ões pertinentes ao protocolo institucional, quando a família decidiu pela doação de órgãos.

 

A Direção do Hospital e as equipes multiprofissionais se solidarizam com a família e amigos nesse momento de profunda dor e pesar.

 

Recebam o nosso fraternal abraço.

 

Que Deus console e ilumine o caminho de todos!!!

 

FONTE: TAROBÁ NEWS